top of page
  • Foto do escritorFilipe Andrade

A FÉ SEM OBRAS É MORTA

Tiago 2:17 - "Como veem, a fé por si mesma, a menos que produza boas obras, está morta".


Parece contraditório dizermos que atos de bondade não geram salvação, mas reafirmarmos que a fé sem obras é morta. Na verdade, não há nenhuma contradição. Ao escrever que a fé sem obras é morta, Tiago vai na mesma linha do que Paulo nos apresenta ao detalhar as manifestações do fruto do Espírito.

Os atos de bondade, por mais genuínos que sejam, são incapazes, por si só, de gerarem em nós a verdadeira crença na graça salvadora e revelada na cruz pelo Cristo vivo, o único capaz de nos salvar.

Nesse sentido, esses atos, sozinhos, nada mais são que uma qualidade admirável em um ser humano bem-intencionado. Ainda assim, sem Cristo, são trapos de imundície. No entanto, quando temos um encontro vivo e real com Jesus, o Espírito Santo opera em nós de forma a gerar o fruto que tem, entre suas características, a bondade genuína.


Sem Cristo, podemos até saber agir com cortesia e de forma bondosa com nosso próximo, mas sem perspectiva de esperança futura. Com Ele, vivemos a bondade genuína em nosso coração, afinal, temos Jesus, a bondade revelada, habitando em nós, e, por isso, vivemos para Ele, no presente, revelando o fruto do Espírito para sua glória e, no futuro, reinaremos eternamente com o Rei dos Reis.

bottom of page