top of page
  • Foto do escritorPr. Dari Bento

DEUS NOS TRATA COMO FILHOS

Pois o Senhor disciplina quem ele ama e castiga todo aquele que aceita como filho”. Enquanto suportam essa disciplina de Deus, lembrem-se de que ele os trata como filhos. Quem já ouviu falar de um filho que nunca foi disciplinado pelo pai?

Hebreus 12:6,7


Todos, com exceção daqueles que dizem não crer em Deus, reivindicam para si a condição e o status de filhos de Deus através de suas crenças ou simples declarações. No entanto, ser filho de Deus implica em submeter-se à Sua vontade, e, quando houver necessidade, à Sua disciplina. Se até mesmo no relacionamento humano de pais e filhos, a disciplina é necessária, natural, legal e socialmente aceita, pois, além de ser um processo pedagógico de formação e crescimento e maturidade dos filhos, é ao mesmo tempo uma demonstração de zelo, amor, cuidado e de autoridade paterna, imagine Deus!


“Pois (Ele) o Senhor disciplina quem ele AMA e castiga todo aquele que aceita como filho”. O escritor aos Hebreus vai reafirmar: “Nenhuma disciplina é agradável no momento em que é aplicada; ao contrário, é dolorosa. Mais tarde, porém, produz uma colheita de vida justa e de paz para os que assim são corrigidos”. E jeremias orou assim: “Por isso, SENHOR, corrige-me, mas não sejas SEVERO demais; não uses tua ira, pois se o fizesses eu morreria”.


bottom of page